Feb.12.08

PSP owned BP

Posted in Games, Tecnologia at 6:40 pm by BP

Mesmo antes de começar a planejar o que eu compraria na minha viagem, eu já vinha pensando em um mp3 player. Não sou do tipo que vive pra cima e pra baixo levando um, mas em viagens é sempre bom poder recorrer a sua coleção de músicas para passar um tempo relaxando.

 

Lá nos EUA tive a chance de experimentar um iPod – candidato que estava como número 1 na minha lista, afinal o blá blá blá em torno dele é tanto que realmente ele deveria ser a escolha ideal. A questão é que usei por alguns dias um iPod e não gostei. Sim, minhas músicas estão organizadas corretamente através das ID3, mesmo assim não achei esse sistema tão útil, muito menos a interface do aparelho. O clickwheel também foi uma decepção e na minha opinião só deixa o uso menos intuitivo. Como as demais alternativas também não me convenceram, acabei considerando um aparelho um pouco maior, mas com uma funcionalidade que vai além: PSP.

 

Ele não cabe no bolso, mesmo assim não é tão grande o suficiente para se tornar um incomodo. Além dos jogos (claro), o que me atraiu no PSP e o fez competir com o iPod é o fato de que minhas musicas não somam mais do que 30 GB, e a Sony já lançou memory sticks com 8 GB de capacidade. Carregar quase 1/3 das minhas músicas já é mais do que o suficiente pra mim. Como um bônus, também tenho “O” vídeogame portátil, um videoplayer,  e até mesmo posso navegar na Internet (wi-fi) através de um browser simples, mas que me permite ler e até responder e-mails onde estiver, além de conferir sites como Flickr e até mesmo o Orkut (infelizmente não é possível ver os vídeos do YouTube). A Sony tem expandido aos poucos a utilidade do PSP na Internet, e já incluiu até mesmo o Skype no último firmware, que deve ser usado com um headset vendido separadamente (claro).

 

Quanto as músicas, o processo para colocá-las é bem simples: basta conectar o PSP no computador que ele será reconhecido como um drive USB. Você organiza as músicas através de pastas/diretórios, o que não é ruim (embora não seja possível criar subpastas). O aparelho também reconhece a arte do álbum que tenha sido colocada na mp3 (eu sabia que o trabalho de colocar capa nas minhas mais de 5.000 músicas iria ser recompensado algum dia ;). Mas nem tudo é perfeito: o PSP demora um pouco para ler as músicas disponíveis, o que torna a navegação pelos diretórios um processo um tanto quanto chato (parece que um dos firmwares mais recentes deixou o sistema mais lento. Espero que a Sony resolva isso).

 

Converter vídeos para o console é um processo bem fácil que pode ser feito através de um programa gratuito, o PSP Vídeo 9. Embora esta funcionalidade não estivesse dentre minhas intenções originais, essa foi uma opção que gostei bastante (especialmente pelo tamanho da tela). Quantos aos jogos, o PSP é um show. A qualidade gráfica é um pouco inferior ao PS2, porém extremamente satisfatória para um aparelho tão pequeno. Isso me fez lembrar da época em que eu comprei meu Game Gear, o que me incentivou a fazer uma comparação física entre os aparelhos e pensar no quanto a tecnologia evoluiu nesses últimos anos.

 

Technology is always improving… and you?

 

Sabe…. na época do Game Gear eu me divertia com aquela versão 8bits do Sonic, porém sempre imaginei como seria bacana poder jogar os games do Mega Drive em tamanho portátil (a Sega lançou o Nomad, mas ele nunca veio ao Brasil). Hoje o PSP realiza muito mais que isso, através das inúmeras coletâneas de jogos e dos títulos exclusivos. Tem até versão exclusiva do Ace Combat para o PSP! O que mais eu posso querer?

 

Eu ainda nem testei jogar contra outro PSP através do wi-fi, mesmo assim já estou mais do que satisfeito com a compra desse gadget!

Jan.22.08

AGP = time bomb!

Posted in Games, Tecnologia at 3:03 pm by BP

Estou inconformado. Eu não sei o que acontece, mas parece que hoje em dia as placas AGPs já saem de fábrica com hora pra morrer. Após menos de 1 ano de uso minha x1950 está batendo as botas. Não é por falta de energia (pois comprei uma fonte decente apenas para rodá-la), nem por superaquecimento. É por falta de vergonha na cara desses fabricantes! Entro no forum da fabricante e vejo outros usuários reclamando de inúmeros problemas sinistros com modelos mais novos e também mais antigos.

 É o fim das AGPs, e também minha pausa como PC Gamer. De agora em diante, só PSP e PS2. Ainda este ano, quem sabe, um PS3 ou uma caixa 360 (a decisão está nas mãos da Namco).

Jul.26.07

Arrumando gavetas velhas

Posted in Tecnologia at 11:14 pm by BP

Ahhhhh a modernidade… olhar para 15, 20 anos atrás e ver como era o mundo digital na época faz os olhos brilharem, tamanho o desenvolvimento que ocorreu.

07-07-26-old_015.jpg

« Previous Page