Diário do Novo Ka 2015 – Parte II

Quando falamos sobre acabamento inevitavelmente acabamos falando sobre design, e é aqui que surgem muitas divergências. Antes de mais nada vamos definir rapidamente o que é design. A palavra design vem de designo – a forma não deve ser meramente estética, mas sobretudo deve ter uma função, um designo. Popularmente, entretanto, as pessoas falam de design como mero acabamento estético – um aspecto visual compreendido em produtos de diversos campos. Ao falamos de carro, o design acaba sendo citado como um elemento muito mais relacionado ao campo da estética do que necessariamente da funcionalidade. Todos os carros te levam de A à B, portanto para citar um carro como possuidor de um design altamente revolucionário, o mesmo deve influenciar de maneira grandiosa essa função básica de transporte.

Read moreDiário do Novo Ka 2015 – Parte II

Diário do Novo Ka 2015 – Parte I

Vou iniciar aqui uma nova série de postagens a respeito do nosso novo veículo, um Ford Ka 2015. O objeto é desmistificar algumas informações encontradas na Internet a respeito do carro e ajudar pessoas que talvez estejam decidindo em relação a este ou outro veículo.

Pouco antes de casar minha esposa e eu decidimos trocar os nosso carros, um Ford Ka 2010 e um Chevrolet Celta 2008. Desejávamos um veículo compacto, mas com luxos e tecnologias que nossos carros anteriores não ofereceram em suas respectivas versões. Minha primeira opção foi o Onix – embora a plataforma da Chevrolet não traga nada de muito moderno, o design me agradou e particularmente nunca tive problemas mecânicos ou elétricos com os Vectras e o Celta que tivemos em casa. Sucedeu que ao quando fui até a concessionária descobri a cruel realidade: o Onix foi incapaz de acomodar meus 1.93m com conforto. O teto baixo me lembrou muito a experiência que eu sempre tive com o Celta, onde tinha que deitar um pouco o banco para poder dirigir sem bater a cabeça.

Com o Onix fora da jogada me senti um pouco perdido – era ele que eu tinha em mente por todos esses meses. Foi quando minha esposa (ainda noiva) alugou um Ka 2014 e tive a chance de dirigir o carrinho. A experiência foi reveladora. Neste primeiro post vou falar sobre o espaço interno. Clique abaixo para saber.

Read moreDiário do Novo Ka 2015 – Parte I

Desenhando um casamento amarelo – Do It Yourself

Essa é definitivamente uma novidade. Chegou a hora de desenhar o casamento mais importante do qual eu participarei: o meu. Como sou fã do conceito Do It Yourself, resolvi topar esse desafio (pelo menos em partes)! Os esboços começaram 18 meses atrás e culminam na data de hoje, 04 de julho de 2015, quando nos casamos. O resultado? Clique abaixo para saber mais.

Read moreDesenhando um casamento amarelo – Do It Yourself

Rebel T5 (1200D): uma pequena valente

Quase 2 anos se passaram desde que dei o salto para full frame com a 6D. Minha segunda câmera, a saudosa Rebel XTi, continua comigo, porém achei importante fazer um upgrade para uma câmera crop com resolução maior e que pudesse servir como segundo corpo. Dizem que a melhor câmera de backup é aquela que é igual a sua câmera principal, mas como não sou abastado optei pela EOS Rebel T5 – também conhecida como 1200D. Eis minha breve análise (review) sobre ela após quase mil fotos (500 delas em um casamento) e a resposta para a pergunta: é boa o suficiente para ser usada profissionalmente? Leia mais clicando abaixo.

Read moreRebel T5 (1200D): uma pequena valente

Canon LP-E6: Baterial Falsa vs Original

Recentemente resolvi comprar uma nova LP-E6, mas já li muitas histórias em fóruns a respeito de baterias que se parecem, são vendidas como originais, e inundam o eBay (e também nosso Mercado Livre). Como se trata de um acessório bastante comum, utilizado em diversos modelos da Canon (5D, 6D, 7D, 70D, 60D…), resolvi compartilhar as informações que encontrei a respeito do assunto. Clique abaixo para ler mais.

Read moreCanon LP-E6: Baterial Falsa vs Original